CRUZEIROS MARÍTIMOS: PRINCIPAIS PORTOS DE EMBARQUE

Atualizado: 25 de set. de 2020

Atualmente temos uma demanda crescente do turismo de cruzeiros no Brasil, diversos roteiros são explorados com muitas variações e em geral vão de 3 a 15 Noites, cruzeiros de cabotagem, que acontecem dentro do nosso litoral e Cruzeiros que partem do Brasil para Argentina e/ou Uruguai.

Muitos pontos de parada e atracação são explorados nestas viagens, um roteiro básico de 3 noites explora em torno de 4 locais de parada para que seus passageiros desembarquem e curtam o dia em determinada localidade. Esses pontos de parada geram muitas interpretações e duvidas e é por isso que escrevemos esse material.

É comum ocorrerem problemas de documentação no embarque e os passageiros serem orientados a embarcar mais a frente ou recebermos essa solicitação por parte deles, isso pode ser feito, no entanto - o fato de o Navio parar em determinado ponto não significa que a pessoa pode iniciar ou finalizar a sua viagem por ali, os passageiros podem descer e voltar a bordo em geral, em qualquer parada, no entanto o começo e encerramento de uma viagem só pode acontecer em portos que estão legalmente regulados, ou seja, em portos alfandegados.

Em nosso país, atualmente possuímos 5 portos Alfandegados e autorizados a realizar o Embarque e Desembarque de uma viagem, são eles: Itajaí (Píer Turístico de Itajaí), Rio de Janeiro (Píer Mauá), Santos (Concais), Salvador (Contermas) e Recife (Porto do Recife S/A). Estes locais possuem modelos de gestão, estruturas e regramento diversos. Para Clarear, vamos falar um pouco sobre cada um.

Itajaí (Píer Turístico de Itajaí): Inaugurado em setembro de 2000, também conhecido como Terminal de passageiros Guilherme Asseguri, o Píer Turistico de Itajaí foi projetado para receber Navios de Cruzeiros e amplificar a atividade na região. Curiosamente este é o primeiro Píer Turístico localizado fora de tradicionais áreas portuárias, além de ser exclusivo para a movimentação de passageiros. Recentemente a MSC CRUZEIROS passou a ter rotas atracando na Região.

Rio de Janeiro (Píer Mauá): Localizado em área privilegiada, no Centro da Cidade e próximo à Zona Sul onde estão os principais pontos turísticos da Cidade, O terminal Internacional de passageiros está dentro dos 5 primeiros Armazéns do Porto do Rio de Janeiro, administrados pela Píer Mauá S/A. Especificamente nos Armazéns 4 e 5, ocorrem as operações de Cruzeiros. Recentemente a Região recebeu importantes obras de infraestrutura e recebeu equipamentos como o VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos) que liga Rodoviaria, Porto e Aeroporto, além de museus, hotéis e outros.

Santos (Concais): Sob Administração da Concais, talvez seja o melhor dos portos do Brasil em termos operacionais, possui uma equipe muito bem treinada, que realiza verdadeiras transformações diárias nos terminais, para viabilizar a evolução das operações diariamente. Além de possuir um bom sistema de som e um sistema de imagem similar ao de aeroportos que permite ao viajante acompanhar a evolução de sua chamada para check-in e embarque.

Salvador (Contermas): Administrado pelo Consórcio Contermas, o Terminal Marítimo de Passageiros do Porto Organizado de Salvador está situado na ponta sul da poligonal portuária. Construído pela Companhia das Docas do Estado da Bahia (CODEBA), com o apoio do Governo Federal, numa área onde existiam os antigos armazéns do Porto de Salvador.

Recife (Porto do Recife S/A): Porto que gerou o nascimento da capital, situado em um centro urbano, dentro da cidade do Recife, em Pernambuco, possui acessos estratégicos aos principais pontos da Região Metropolitana. Teve seu processo de alfandegamento concluído em 2013 gerando um salto de 20mil m² para 114.292,76m² de área alfandegada e está preparado para receber até oito navios, simultaneamente, em seus berços de atracação, e vem recebendo cada vez mais companhias de Cruzeiros a cada temporada.


Por enquanto estes são os pontos de embarque que temos estabelecidos no Brasil, outros diversos pontos de parada existem, mas como dito, sem possibilidade de iniciar ou findar viagens. Acreditamos que este mercado tem muito potencial para crescer de modo a termos novos portos alfandegados futuramente, aumentando assim a oferta turística, de trabalho e emprego, contribuindo para a economia e ampliando o período de circulação dos navios em nosso país de modo a quase se tornar permanente. Foto de Capa por: Portos e Mercados

15 visualizações0 comentário